Vamos falar sobre slow fashion?

11:13:00 AM

É fato que a gente já se acostumou com o fast fashion, aquela moda rápida que vai e vem e a gente nem percebe. E o pior é que a gente acostumou taaaanto que quando quer roupa nova volta lá na loja uma semana depois porque sabe que vai ter coleção nova, né non?
Mas por que será que paramos tão pouco pra pensar na consequência disso?
Todo mundo já deve ter se deparado com aquela pilha de roupa que comprou mas nunca usou e um dia acabou doando ou até jogando fora, porque muitas vezes, a roupa é de baixa qualidade, não é mesmo? Falando nisso, por que a roupa dura tão pouco, hein?


Existe uma coisa no mercado capitalista chamada de obsolescência premeditada, ou seja, algo que é projetado propositalmente para se tornar obsoleto, ultrapassado, seja porque não está mais "na moda", seja porque o produto não dura muito. Resumindo, não é que o mercado não saiba produzir com qualidade, mas a rentabilidade é maior se produzir com menos qualidade e vender por preços menores.
Agora que já falamos sobre fast fashion, você já ouviu falar sobre o slow fashion? É o movimento contrário do mercado fashion, esse movimento ainda é um nicho, algo pequeno, mas que vale a pena ouvir a ideia.
Nem tudo o que adquirimos é por necessidade, então por que nós não consumimos em menor quantidade, com peças mais "atemporais" e com melhor qualidade? Essa é a ideia do slow fashion, consumir conscientemente e melhor.
Sem querer soar como ecochata, com esse movimento ainda damos uma ajudinha ao meio ambiente, né? Pensa bem, menos consumo, menos lixo. E ainda aproveitamos melhor o nosso dinheiro.
Por isso que há esse movimento contrário e tanta gente batendo na tecla dizendo que o consumo desenfreado deve parar. Há uma estimativa de que "aguentaremos firme", ou seja, que a população estará estável até 2050 (só mais 34 anos, galerinha), e depois disso? Pra onde corremos? O que faremos com tanta gente e mais, tanto lixo?
Pensar na roupa de hoje e no look de amanhã é super legal, mas devemos também nos atentar para realmente o dia de amanhã. Que tal começarmos a colocar a mão na consciência agora? Abrace a ideia do slow fashion, pode ser devagarinho, sem pressa, mas nunca é tarde pra parar pra pensar.

Veja também

0 comments

Facebook

Fale conosco

Name

Email *

Message *